CMN veda pagamento de boleto em dinheiro a partir de R$ 10 mil – Valor

BRASÍLIA  –  O Conselho Monetário Nacional (CMN) e o BC aprovaram regras vedando que as instituições financeiras recebam boleto de pagamento de valor igual ou superior a R$ 10 mil com a utilização de recursos em espécie. Também foi determinado que as instituições financeiras adotem registro específico de recebimentos de boleto de pagamento pagos com recursos em espécie para qualquer valor, comunicando, também, que os recebedores sejam notificados.

O diretor de Regulação do Banco Central (BC), Otavio Damaso, afirmou que a medida visa prevenir a lavagem de dinheiro, bem como aumentar a eficiência do sistema financeiro. Segundo Damaso, os boletos acima de R$ 10 mil representam cerca de 1,7% do total de boletos do sistema.

Para boletos de valor inferior a R$ 10 mil, as instituições financeiras somente poderão recusar pagamento em espécie se houver indícios de tentativa de burlar a vedação.

As instituições deverão realizar ampla divulgação da medida a seus clientes e usuários.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!