Noticiário corporativo leva maioria das Bolsas da Europa a fechar nas máximas – Jornal do Comércio

As principais bolsas europeias fecharam majoritariamente em alta na sessão desta quarta-feira (28), embora as bolsas de Londres e Frankfurt tenham seguido direções opostas, na medida em que notícias setoriais e corporativas dividiram o peso na balança com a força vendedora que pressiona ações de tecnologia desde o pregão de terça. Entre os índices de bolsas de valores com maior relevância na Europa, o de Frankfurt, que encerrou em queda, foi o único a não fechar na pontuação máxima do dia.

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou com ganho de 0,46%, aos 369,26 pontos. O subíndice de concessões públicas avançou 3,24%, o que, de acordo com relatório da consultoria Brown Brothers Harriman, pode ser “uma consequência de rendimentos mais baixos de títulos soberanos”.

Na Bolsa de Londres, o FTSE 100 fechou com avanço de 0,64%, aos 7.044,74 pontos. A ação de maior destaque foi a da empresa do setor de saúde Shire (+13,96%), favorecida pelo anúncio da farmacêutica japonesa Takeda de que está interessada em adquiri-la. Os papéis da farmacêutica britânica GlaxoSmithKline voltaram a subir, desta vez 3,43%, ainda na esteira do anúncio de que vai adquirir uma participação de 36,5% na divisão de cuidados de saúde da Novartis por US$ 13 bilhões.

Ações de mineradoras, por outro lado, sofreram quedas fortes, que o Julius Baer atribui ao desequilíbrio entre oferta e demanda de minérios na China. Foi o caso de Antofagasta (-3,90%), Anglo American (-3,82%) e Glencore (-2,85%).

Em Frankfurt, o DAX 30 encerrou em baixa de 0,25%, aos 11.940,71 pontos. Os papéis da tech Infineon recuaram 4,76%, mas a falta de escoamento de estoques na China pressionou também as ações da siderúrgica Thyssenkrupp (-1,67%). Vale registrar o anúncio de que o índice de confiança do consumidor GfK subiu de 10,8 de março para 10,9 em abril, surpreendendo analistas que previam queda para 10,7.

O CAC-40, principal índice da Bolsa de Paris, avançou nesta quarta 0,29%, para os 5.130,44 pontos. A ação do conglomerado varejista Casino Guichard-Perrachon (+1,00%) segue favorecida pelo anúncio de uma parceria com a Amazon, avaliada como positiva por analistas de mercado.

Em Madri, o Ibex-35 fechou com ganho de 0,86%, aos 9.555,00 pontos. Já o PSI-20, da Bolsa de Lisboa, teve baixa de 0,33%, para os 5.357,78 pontos.

Na Bolsa de Milão, o FTSE MIB encerrou em alta de 0,55%, aos 22.331,36 pontos. Destaque para os papéis da empresa de energia Enel (+3,71%) e os do banco Intesa Sanpaolo (+0,91%).

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!