Saída de dólares supera entrada em US$ 4,629 bilhões em março até dia 23, diz BC – Jornal do Comércio

O Brasil registrou saída de US$ 447 milhões na semana passada, entre os dias 19 e 23 de março, informou nesta quarta-feira (28) o Banco Central. O movimento de saída dos recursos mantém a tendência observada nas semanas anteriores.

No acumulado do mês até o dia 23, o fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 4,629 bilhões. O movimento de saída foi liderado novamente pelo segmento financeiro que registrou saldo negativo de US$ 9,343 bilhões. O segmento comercial, ao contrário, continuou com números no azul e saldo de US$ 4,714 bilhões no acumulado do mês.

Segundo o BC, a saída de dólares na semana é liderada mais uma vez pelo canal financeiro, que registrou a saída líquida de US$ 1,934 bilhão. O valor é resultado de envios totais para o exterior que alcançaram US$ 13,059 bilhões, maior que a entrada de US$ 11,125 bilhões na semana. O segmento financeiro reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

O comércio exterior continuou com firme resultado positivo e saldo de US$ 1,487 bilhão nos cinco dias úteis da semana passada, já que as exportações somaram US$ 4,419 bilhões e superaram com folga as importações de US$ 2,932 bilhões no período. Nas exportações, estão incluídos US$ 766 milhões que ingressaram no Brasil através de contratos de Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 919 milhões via Pagamento Antecipado (PA) e US$ 2,734 bilhões em outras entradas.

No acumulado do ano de 2018 até o dia 23 de março, o fluxo cambial total segue positivo para o Brasil, com entrada de US$ 1,980 bilhão. O ingresso de recursos ocorreu exclusivamente na conta comercial, que atraiu US$ 10,612 bilhões. Já o segmento financeiro acumulou saída de US$ 8,632 bilhões no acumulado do ano.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!