Após escândalo do Facebook, gigantes de tecnologia já perderam US$ 340 bilhões – Jornal do Comércio

Nos últimos 12 dias, desde que veio à tona o uso ilícito de dados de mais de 50 milhões de usuários, o Facebook perdeu mais de US$ 93 bilhões em valor de mercado, segundo levantamento feito pela empresa de informações financeiras Economática. Mas a companhia de Mark Zuckerberg não está sozinha: juntas, as gigantes de tecnologia americanas já perderam mais de US$ 340 bilhões, derrubando índices das principais bolsas dos Estados Unidos. O efeito, dizem analistas, aponta uma crise de confiança dos investidores no setor de tecnologia, tido nos últimos anos como uma aposta certeira do mercado financeiro.

Entre os questionamentos estão o rápido crescimento das empresas do setor nos últimos tempos e o peso cada vez maior dessas companhias nos índices das bolsas. Há ainda a preocupação de que essas companhias enfrentem regulamentações mais rígidas. Na quarta-feira (28) a bolsa tecnológica Nasdaq apresentou queda de 0,85%, enquanto o Dow Jones caiu 0,04%. Já o índice NYSE FANG+ – que monitora ações de gigantes de tecnologia, como Facebook, Alibaba e Apple – recuou 2,4%.

“As empresas queridinhas da bolsa às vezes enfrentam tempos difíceis. Esta não será uma história rápida”, disse Jennifer Ellison, diretora da corretora Bingham, Osborn e Scarborough, de São Francisco, em entrevista à agência de notícias Bloomberg. “É apenas a ponta do iceberg.”

Segundo o levantamento feito por Einar Rivero, da Economática, o maior perdedor depois do Facebook foi a Alphabet, holding que controla o Google, hoje a maior empresa de publicidade digital do mundo. Assim como o Facebook, o Google também tem um modelo de negócios baseado no uso das informações compartilhadas pelos usuários para direcionar anúncios. No total, a companhia “sangrou” em US$ 90,5 bilhões, soma similar ao valor de mercado da Petrobrás.

Outro destaque negativo foi a Amazon, que só ontem viu “desaparecer” US$ 31 bilhões do seu valor. O tombo aconteceu depois que o site Axios informou que o presidente Donald Trump está “obcecado” em aumentar a pressão sobre a empresa nos próximos meses (leia mais ao lado). “Com o Facebook e preocupações regulatórias, a última coisa que os investidores de tecnologia querem é que a Amazon esteja no alvo de Trump”, afirmou o analista Daniel Ives, da GBH Insights, à agência de notícias Reuters.

Outras companhias que tiveram perdas nos últimos 12 dias incluem a Apple, hoje a empresa mais valiosa do mundo, Netflix, Tesla e Twitter. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!