Número de clientes de TV por Assinatura recua 4% em 12 meses – Jornal do Comércio

A base de clientes do serviço de TV por Assinatura no Brasil recuou 4,09% em 12 meses. De acordo com os dados divulgados hoje (29) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em fevereiro de 2018 o número total de contratos registrados foi de 17.864.159, representando 761.726 contratos a menos que os 18.625.885 registrados no mesmo mês do ano passado.

Na comparação com janeiro de 2018, em fevereiro houve um recuo de 0,67%, com a perda de 120.004 contratos ativos. A Sky foi a empresa que registrou a maior redução no número de contratos, com 71.204 contratos a menos, uma queda de -1,33%. Em segundo lugar ficou a Claro (NET) com menos 44.904 contratos e recuo de 0,5%.

Já a operadora Oi registrou um aumento na sua base de assinantes e somou 4.920 novos usuários, um aumento de 0,32%. Em seguida, aparece a empresa Cabo Telecom, que obteve acréscimo de 131 usuários, o que representa um aumentoo de 0,25% na sua base de clientes

Na comparação com fevereiro de 2017, a Oi novamente aparece na frente, registrando um crescimento de 14,22%, com um aumento de 189.722 novos contratos. Depois aparece a Algar, que registrou crescimento de 1,07%, somando 1.033 novos contratos. A Claro apresentou a maior queda, com menos 800.257 contratos, um recuo de 8,17 %. Em seguida vem a Vivo, cujo recuo foi de 5,86%, com redução de 98.085 contratos, e depois a Nossa TV que perdeu 3.258 contratos, redução de 2,55%.

Nos últimos 12 meses, a exceção do Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Rio Grande do Sul, todos os estados registraram um declínio no número de clientes do serviço de TV por Assinatura. O crescimento no Piauí foi de 7,19%, com o aumento de 6.022 novos contratos, fechando o mês de fevereiro de 2018 com um total de 89.730 assinantes. O Maranhão apresentou crescimento de 3,98%, fechando o mês com 177.482, um acréscimo de 6.786 novos contratos. Em terceiro lugar aparece o Tocantins que teve crescimento de 4,13%, O estado somou 1.705 contratos e fechou fevereiro com 43.007 assinantes.

As maiores perdas em termos absolutos foram registradas em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Em São Paulo a redução foi de 401.441 contratos ativos, fechando fevereiro com 6.737.191 contratos, um recuo de 5,62%. O Rio de Janeiro perdeu 98.929 contratos dos 2.536.816 registrado em fevereiro de 2017, redução de 3,9%. Já o Paraná, com menos 61.312 usuários, aparece em terceiro lugar e fechou o mês com 834.701 contrato, recuo de 6,84%.

Percentualmente, o Amapá foi quem mais perdeu clientes. Lá a redução foi de 10,87%, com 2.522 a menos, fechando o mês com 20.679 assinantes-10,87%. A Paraíba vem em seguida com perda de 9,87%. O estado fechou fevereiro com 126.672 contratos, 13.879 a menos do que o apurado no mesmo mês do ano passado. Sergipe vem em terceiro, com recuo de 9,61%. O estado fechou o mês com 85.121, redução de 9.050 em relação a fevereiro do ano passado.

Na comparação entre fevereiro e janeiro de 2018, o estado que mais apresentou redução, em termos absolutos, foi São Paulo com menos 42.345 usuários, uma redução de 0,62%. Percentualmente, Pernambuco foi quem mais perdeu assinantes. O estado apresentou redução de 1,93%, perdendo 6.422 assinantes e fechando fevereiro com 325.886 contratos.

Pará, Tocantins e Maranhão foram os únicos que registraram aumento no número de assinantes. O Pará apresentou um acréscimo de 5.776 contratos, um crescimento de 1,9% e fechando fevereiro com 308.979 assinantes. Já o Tocantins acrescentou 141 novos assinantes, fechando fevereiro com 43.007 assinantes, acréscimo de 0,33%. O Maranhão teve um crescimento de 0,06%, somando 98 novos assinantes e fechando fevereiro com 177.482 contratos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!