Aumenta o peso do spread bancário na taxa de juro – Valor

O peso do spread, a diferença entre o custo de captação das instituições financeiras e a taxa de juros dos empréstimos, vem aumentando na composição dos juros cobrados de empresas e pessoas físicas. Essa diferença subiu mesmo com a queda da taxa básica de juros (Selic), que serve de parâmetro para o custo do crédito na economia, para níveis historicamente baixos – está em 6,5% ao ano e o Banco Central indicou que fará pelo menos mais um corte, provavelmente para 6,25%.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!