BRDE viabiliza investimentos de R$ 4 bilhões em 2017 – Jornal do Comércio

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) publicou o seu balanço referente ao exercício de 2017 no Diário Oficial do Estado do dia 29 de março.

Os dados demonstram que os R$ 2,2 bilhões que contratou em 5.137 operações de crédito, somados aos recursos dos empreendedores, viabilizaram investimentos de R$ 4,071 bilhões em grandes e pequenos negócios na Região Sul. Este desempenho criou ou manteve 33.065 empregos diretos e indiretos no período, 17.925 deles no Rio Grande do Sul que respondeu por R$ 903 milhões das contratações do banco no ano.

O BRDE obteve lucro de R$ 118 milhões, ante os R$ 117,6 milhões obtidos no ano anterior, e alcançou Patrimônio Líquido superior a R$ 2,5 bilhões, com R$ 17,2 bilhões de Ativo Total. O índice de inadimplência da sua carteira de crédito foi de 3,05%, enquanto que o Sistema Financeiro Nacional registrava 3,25%.

No plano operacional, o BRDE se destacou no ranking nacional dos agentes repassadores de recursos do Bndes. O diretor-presidente do BRDE, Orlando Pessuti, ressalta que “o banco foi o primeiro colocado em desembolsos nos estados do Sul, com 14,7% dos totais na região. Considerando as instituições financeiras de todo o Brasil, o BRDE foi o sexto no volume de operações de crédito indiretas contratadas com recursos do Bndes”. O ambiente recessivo e o estreitamento dos recursos disponibilizados por seu principal fornecedor de funding, o Bndes, motivaram o recuo do valor contratado em relação a 2016 (R$ 3,008 bilhões).

O BRDE também se destacou como o maior repassador nacional de recursos do Programa Inovacred, da Finep, que financia projetos de inovação. Chegou ao valor histórico de R$ 196,1 milhões, o que equivale a 31,7% do total do País. Além disso, Em 2017, o BRDE firmou 220 operações de reestruturação de dívidas da ordem de R$ 182,1 milhões.

De um total de 4.744 clientes que realizaram operações de crédito com o banco, 79% eram Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs). O valor médio de contratação foi de R$ 463 mil por cliente.

No Rio Grande do Sul, foram realizadas 1.177 contratações, que totalizaram R$ 903 milhões. Destacam-se os investimentos em geração de energia, que corresponderam a R$ 312 milhões, mais de um terço do total contratado, assim distribuídos: energia eólica (R$ 230 milhões); biomassa (R$ 35 milhões); carvão (R$ 32 milhões) e PCHs (R$ 15 milhões). O segmento de Inovação totalizou R$ 31 milhões.

No setor cooperativo gaúcho, o BRDE apoiou 19 cooperativas, com R$ 229 milhões em contratações, sendo R$ 154 milhões destinados à agricultura familiar. Esses investimentos beneficiaram mais de 300 mil famílias gaúchas.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!