Governo comemora ações para erradicação da febre aftosa – Jornal do Comércio

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realiza a Semana Brasil Livre de Febre Aftosa, de hoje até quinta-feira, para celebrar o esforço de todos os órgãos oficiais de defesa sanitária do País, dos produtores e da indústria pecuária para erradicar a doença do território nacional.

A quinta-feira é chamada de Dia A. O presidente Michel Temer e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, participam, a partir das 11h30min, da cerimônia na sede da Embrapa, em Brasília, em comemoração à nova condição sanitária do Brasil em relação à febre aftosa.

As ações ao longo da história para eliminar a doença do rebanho brasileiro serão solenemente reconhecidas na 86ª Sessão Geral da Assembleia Mundial da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), em Paris, França, de 20 a 25 de maio.

O Brasil então receberá o certificado internacional de zona livre de febre aftosa com vacinação, abrangendo os estados do Amapá, Roraima, partes do Amazonas e Pará. Com isso, o processo de implantação de zonas livres de febre aftosa alcança toda a extensão territorial brasileira, e o País torna-se livre da febre aftosa. O presidente Michel Temer participará da reunião anual da OIE nos dias 22 e 23 de maio, e o ministro Blairo Maggi receberá a certificação no dia 24 de maio.

No Brasil, o próximo passo será a última etapa de erradicação da doença, com ampliação da zona livre de febre aftosa sem vacinação, conforme prevê o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa). A partir de maio de 2019, o Acre e Rondônia, além de municípios de Amazonas e Mato Grosso, iniciam a suspensão da vacinação. A previsão é que os produtores parem de vacinar o rebanho após maio de 2021, e o País inteiro seja reconhecido pela OIE como País livre de aftosa sem vacinação até maio de 2023.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!