Ouro sobe com busca por ativos considerados seguros em meio a aversão ao risco – Jornal do Comércio

O ouro fechou em alta na sessão desta segunda-feira, na qual a aversão ao risco fez investidores migrarem de papéis considerados arriscados, como ações, para ativos vistos como seguros, a exemplo do metal amarelo.

Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato futuro de ouro para junho encerrou com avanço de US$ 19,60 (+1,48%), a US$ 1.346,90 a onça-troy.

Em um movimento que deu fôlego ao metal amarelo, visto como um ativo de segurança em cenários de incerteza, a aversão ao risco se espalhou em virtualmente todos os setores dos principais índices acionários de Wall Street. O gatilho para as baixas foi um tuíte do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que criticou novamente o regime tributário da Amazon.

Outro fator que semeou pessimismo entre investidores foi o anúncio pela China da imposição de tarifas sobre a importação de 128 produtos americanos, em retaliação às sobretaxas no aço e no alumínio importados pelos EUA. A decisão espalhou tensão sobre os mercados e reviveu temores de uma guerra comercial entre os países.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!