Produção industrial sobe 0,2% em fevereiro ante janeiro, revela IBGE – Jornal do Comércio

A produção industrial do Brasil subiu 0,2% em fevereiro ante janeiro, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta terça-feira (3) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a fevereiro de 2017, a produção aumentou 2,8%. Nessa comparação, sem ajuste, as estimativas variavam de um aumento de 2,50% a 6,00%, com mediana positiva de 3,90%.

No ano até fevereiro, a indústria teve alta de 4,3%. No acumulado em 12 meses, a produção da indústria acumulou avanço de 3%, segundo o IBGE. A produção da indústria de bens de capital teve ligeira alta de 0,1% em fevereiro ante janeiro. Na comparação com fevereiro de 2017, o indicador mostrou crescimento de 7,8%. No ano, houve crescimento de 12,6% na produção de bens de capital. No acumulado em 12 meses, a taxa ficou positiva em 7,2%.

Em relação aos bens de consumo, a pesquisa registrou avanço de 1,2% na passagem de janeiro para fevereiro. Na comparação com fevereiro de 2017, houve aumento de 4,4%. No ano, a produção de bens de consumo subiu 5,3%. No acumulado em 12 meses, o avanço foi de 3,6%.

Na categoria de bens de consumo duráveis, o mês de fevereiro foi de alta de 1,7% ante janeiro, além de avanço de 15,6% em relação a fevereiro de 2017. Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve redução na produção de 0,6% em fevereiro ante janeiro, mas alta de 1,6% na comparação com fevereiro do ano passado.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção caiu 0,7% em fevereiro ante janeiro. Em relação a fevereiro do ano passado, houve crescimento de 1,5%. No ano, os bens intermediários tiveram aumento de 2,9%. Em 12 meses, houve elevação de 2,1% na produção. O índice de Média Móvel Trimestral da indústria teve alta de 0,3% em fevereiro.

O IBGE revisou o dado da produção industrial do mês de janeiro de 2018 ante dezembro de 2017, de uma queda de 2,4% para recuo de 2,2%. O movimento foi resultado de uma mudança na metodologia de ajuste sazonal da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física.

Segundo André Macedo, gerente na Coordenação de Indústria do IBGE, houve mudança no software usado para ajustar sazonalmente a série, além de uma incorporação de duas atividades industriais que não tinham ainda informações suficientes para serem contabilizadas nessa série ajustada sazonalmente: Impressão e reprodução de gravações; e Manutenção e reparação de instalação de máquinas e equipamentos.

“Houve mudança de software, uma modernização, e a gente atualizou também os parâmetros de ajuste sazonal. Consideramos um número maior de informações para dar maior precisão ao ajuste sazonal. E para além disso, as séries de outras duas atividades estão sendo incluídas”, explicou Macedo.

As duas atividades que passam a integrar também a série com ajuste sazonal possuem informações a partir de janeiro de 2012. Com a mudança, a PIM-PF passa a ter dados de 26 atividades industriais tanto na margem quanto nas comparações com o mesmo período do ano anterior.

“O dado com ajuste sazonal vai ser sempre revisado desde o início da série histórica. Antes a gente não fazia isso, só atualizava até o ano anterior da pesquisa de referência”, acrescentou. Macedo. “O dado primário, o fechamento de ano, permanece da mesma forma, calculado da mesma forma e sobre a mesma metodologia. Não muda o resultado”, completou.

Na divulgação da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, além das mudanças já mencionadas, a divulgação de fevereiro já contará com o ajuste sazonal do Estado de Mato Grosso, que até então só tinha informações divulgadas para as demais comparações.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!