Ações comerciais de EUA e China devem levar a acordo, diz secretário americano – Jornal do Comércio

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou nesta quarta-feira (4) que as ações comerciais que Washington e Pequim têm tomado nos últimos dias provavelmente levarão à negociação de um acordo. Em entrevista à CNBC, Ross preferiu não especificar quanto tempo levará para que as conversas se iniciem. “Não seria surpresa nenhuma que o resultado disso tudo seja algum tipo de negociação. É muito difícil estabelecer um tempo específico nas negociações”, disse Ross.

O secretário ainda se disse surpreso pela forma como os mercados acionários têm reagido às medidas retaliatórias da China. “Isso foi antecipado há semanas”, afirmou.

Na terça-feira, os EUA divulgaram uma lista de aproximadamente 1.300 produtos chineses que devem ser tarifados pelo governo americano. Em comunicado, o Escritório do Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR, na sigla em inglês) propõe um imposto adicional de 25% sobre US$ 50 bilhões em importados.

Segundo o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, as políticas e as práticas do governo chinês relacionados à transferência de tecnologia, a propriedade intelectual e a inovação “não são razoáveis e restringem o comércio dos EUA”. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!