Juros futuros têm forte alta com temor sobre guerra comercial e julgamento do STF – Jornal do Comércio

Os juros futuros operam em alta firme na manhã desta quarta-feira (4) em sintonia com o dólar forte e precificando a aversão ao risco no exterior, diante dos temores de uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China – e também, segundo operadores, pela incerteza sobre o desfecho do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Supremo Tribunal Federal, que começa à tarde. As taxas futuras abriram com elevação de 10 pontos-base.

Segundo ele, porém, a “incompetência” de governos americanos passados fez com que seu país tenha um déficit bilionário com a potência asiática. “Agora temos um déficit comercial de US$ 500 bilhões por ano, com roubo de propriedade intelectual de outros US$ 300 bilhões. Isso não pode continuar!”.

A China anunciou nesta quarta (4) retaliações contra mais de 100 produtos americanos, entre eles soja e aviões. A medida foi uma retaliação à promessa de Trump de impor barreiras em produtos avaliados em US$ 50 bilhões, numa lista que inclui 1,3 mil itens, principalmente no setor de alta tecnologia. Essas tarifas dos EUA foram anunciadas tendo como argumento o roubo de propriedade intelectual pelos chineses.

Às 9h33min, o DI para janeiro de 2019 subia a 6,260%, de 6,234% no ajuste de terça-feira, 3. O DI para janeiro de 2020 avançava a 7,13%, após subir até 7,17% na máxima, de 7,09%, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 subia 8,15, ante máxima de 8,19%, de 8,08% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 exibia 9,18%, de 9,08% no ajuste de ontem. No câmbio, o dólar à vista subia 0,56% neste mesmo horário, aos R$ 3,3577, enquanto o dólar futuro para maio ganhava 0,48%, aos 3,3640.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!