Estatal que administra o Porto de Santos sai do prejuízo em 2017 – Valor

SÃO PAULO  –  A Companhia de Docas do Estado de São Paulo (Codesp), estatal que administra o Porto de Santos, registrou lucro líquido de R$ 44,4 milhões em 2017, revertendo prejuízo informado de R$ 22,5 milhões em 2016.

A receita líquida subiu 14,6% no ano passado, para R$ 848,6 milhões, na comparação anual.

A companhia atribuiu o resultado a decisões estratégicas como investimentos em tecnologia e processos e o aprimoramento da logística do Porto de Santos.

O relatório dos auditores independentes registrou duas ressalvas com relações às demonstrações contábeis.

A primeira está relacionada ao não reconhecimento pela Codesp do déficit atuarial de R$ 1,72 bilhão em relação ao patrocínio do Portus, plano de suplementação de aposentadoria do setor portuário. Como a questão está judicializada, o valor do déficit atuarial declarado pelo Portus não está quantificado.

Outra ressalva está relacionada à baixa de R$ 1,2 milhão registrada na conta “transitório de saídas CEF”. O montante se refere a uma indenização para a Domain, fornecedora de software da administração da empresa.

Segundo o auditor, a fornecedora alega que teve prejuízo com a aquisição do produto, cotado em moeda estrangeira, e solicitou o ressarcimento da Codesp para recompor o equilíbrio econômico do contrato.

“Pontuamos, por oportuno, que este pagamento foi realizado sem base em nenhum documento (nota fiscal) e que, mesmo assim, foi autorizado pela administração da Codesp”, afirmou o relatório da Aguiar Feres Auditores Independentes.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!