Ouro sobe, favorecido por temor com tarifação da China a produtos dos EUA – Jornal do Comércio

O ouro fechou em ligeira alta na sessão desta quarta-feira, favorecido por mais um episódio no enredo de disputa comercial entre os Estados Unidos e a China. Neste cenário, investidores tendem a migrar para ativos considerados seguros, a exemplo do metal amarelo.

Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato futuro de ouro para maio fechou em alta de US$ 2,90 (+0,22%), a US$ 1.340,20 a onça-troy.

Na madrugada desta quarta-feira, a China anunciou que aplicará uma tarifação de 25% sobre US$ 50 bilhões em produtos dos EUA, incluindo soja, carros e químicos, em resposta a medida semelhante tomada pela Casa Branca.

Sobre a perspectiva para o ouro no futuro próximo, o Commerzbank cita em relatório a clientes uma estimativa da empresa de pesquisa Metals Focus de que a demanda pelo metal amarelo “vai crescer apenas 1%, para 3.969 toneladas neste ano”.

“(A Metals Focus) projeta que um investimento algo maior e a demanda para joias e a indústria serão compensados por um declínio notável da demanda por ouro de bancos centrais”, escreve o banco alemão.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!