Taxas futuras de juros têm queda firme após STF negar habeas corpus a Lula – Jornal do Comércio

Os juros futuros respondem em baixa firme à derrota do ex-presidente Lula no Supremo Tribunal Federal, que negou habeas corpus por 6 votos a 5. Também deve colaborar para o recuo das taxas o exterior otimista, em meio ao arrefecimento das tensões comerciais entre Estados Unidos e China, com a possibilidade de negociações entre os dois países.

Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex de Guarujá (SP). Agora resta o último recurso no próprio TRF-4, que deve ser rápido.

Sobre o resultado, Lula comentou, resignado, com um grupo restrito de pessoas que acompanhavam com ele a sessão no Supremo: “Não iam dar o golpe para me deixarem ser candidato”.

Diante das notícias consideradas pelo mercado positivas, o leilão de títulos tende a ter impacto limitado na curva nesta quinta-feira (5). O Tesouro realiza leilão de venda de LTN e NTN-F (11h). Também nesta quinta será divulgada a pesquisa CNI/Ibope com a avaliação dos brasileiros no primeiro trimestre deste ano sobre o governo federal (10h). 

Às 9h32min desta quinta, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2021, o mais negociado, indicava 8,01%, ante 8,12% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 caía a 9,00%, de 9,15% no ajuste anterior. No câmbio, o dólar á vista recuava 1,05% neste horário, aos R$ 3,3052. O dólar futuro para maio recuava 0,73%, aos R$ 3,3110.

Mais cedo foi revelado que o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) subiu 0,08% em março, após a ligeira queda de 0,01% registrada em fevereiro. O indicador é usado para mensurar o impacto da movimentação de preços entre famílias com renda mensal entre um e 2,5 salários mínimos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!