Atividade do comércio tem maior alta em cinco anos – Jornal do Comércio

O movimento dos consumidores no comércio varejista do País cresceu 0,6% em março na comparação com fevereiro, com ajuste sazonal, segundo a Serasa Experian. Em relação ao terceiro mês de 2017, sem ajuste, a alta foi de 8,8%. No primeiro trimestre, a atividade no varejo subiu 7,3% no confronto com igual período do ano passado.

Conforme a instituição, o crescimento é o maior para um primeiro trimestre dos últimos cinco anos. Em 2017, houve recuo de 2,9%; queda de 8,5% em 2016; alta de 0,6% em 2015 e de 3,3% em 2015, nessa base de comparação.

“O avanço da massa real de rendimentos e o impulso proporcionado pela expansão do crédito, face à sequência de redução das taxas de juros e da melhora dos níveis de confiança do consumidor, impactaram favorável no primeiro trimestre”, avalia em nota a Serasa.

O segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática foi o que mais cresceu em março (1,9%) em relação a fevereiro. Na sequência, aparece o setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, com elevação de 1,0% no terceiro mês do ano. Em contrapartida, a categoria de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas teve retração de 2,0% em março, enquanto a de combustíveis e lubrificantes cedeu 1,2% e a de material de construção caiu 2,0%.

No acumulado do primeiro trimestre ante igual período de 2017, o segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática foi o que mais cresceu (12,4%). O setor de veículos, motos e peças registrou alta interanual de 4,9%, seguido pelo ramo de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, com expansão de 1,7%.

Na contramão, houve queda de 8,6% na categoria de combustíveis e lubrificantes, recuo de 4,2% em tecidos, vestuário, calçados e acessórios e declínio de 6,9% em materiais de construção, sempre quando comparados com o primeiro trimestre do ano passado.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!