Com exterior adverso e caso Lula, juros futuros intensificam alta – Valor

SÃO PAULO  –  A alta dos juros futuros se intensificou nos últimos minutos, refletindo a sensibilidade do mercado à cena política. Agentes financeiros relatam que existe uma certa ansiedade em torno da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi ordenada na quinta-feira pelo juiz Sergio Moro.

Até por isso, aumenta a atenção sobre a movimentação popular no sindicato dos metalúrgicos do ABC, onde Lula se encontra nesta sexta-feira. Outro ponto que cria um clima mais adverso é a preocupação com qualquer manobra jurídica que prolongue o processo. Neste contexto, entra a intenção do ministro Marco Aurélio de levar ao plenário do STF liminar sobre prisão em segunda instância.

Mesmo sem uma explicação clara nos comentários dos participantes do mercado financeiro, o que se percebe é uma postura mais defensiva.

Para um operador, a movimentação nos juros futuros também parece ter caráter técnico, com grande operação de compra de taxa desencadeando algo mais amplo.

Há ainda uma piora dos mercados externos, que já dava o tom dos ativos brasileiros mais cedo. As bolsas americanas intensificavam as perdas no fim desta manhã, em meio a preocupações renovadas com a disputa comercial entre Estados Unidos e China.

Perto do meio-dia, o DI janeiro/2021 subia a 8,090% (8,020% no ajuste anterior), perto da máxima do dia, de 8,110%; e o DI janeiro/2023 avançava a 9,160%, ante 9,05% no ajuste anterior, depois de tocar 9,190%.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!