Ouro fecha em alta com payroll e tensões comerciais no radar – Jornal do Comércio

O contrato futuro de ouro fechou em alta nesta sexta-feira (6) após dados do governo dos Estados Unidos mostrarem que a economia do país adicionou menos postos de trabalho do que o previsto no mês passado. Tensões comerciais entre Washington e Pequim também continuaram no radar dos agentes. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para junho avançou 0,57%, a US$ 1.336,10 por onça-troy.

Nesta sexta-feira, o Departamento do Trabalho americano informou que a economia dos EUA criou 103 mil empregos em março, ficando aquém das expectativas de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que esperavam 178 mil novos postos de trabalho. Enquanto isso, o dólar apresentou queda em relação a outras divisas principais, gerando demanda por commodities cotadas na moeda americana, que ficam mais baratas para investidores que operam em outras divisas.

Embora o relatório de empregos tenha sido mais fraco do que o esperado, ele deve manter o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) no caminho para elevar as taxas de juros como esperado neste ano, disse o diretor de operações de metais da BMO Capital Markets, Tai Wong. “Isso nos mostra o caminho que eles escolheram, que é o de um aumento lento e constante e que não precisa mudar”, afirmou.

Investidores de metais também estão acompanhando de perto as últimas notícias sobre política comercial entre EUA e China, à medida que os dois países anunciaram a possibilidade de impor tarifas um contra o outro, enquanto o presidente americano, Donald Trump, ameaçou medidas punitivas contra Pequim.

Na quinta-feira, Trump anunciou que estava considerando a imposição adicional de tarifas sobre US$ 100 bilhões em produtos chineses alegando roubo de propriedade intelectual. “Os chineses irão responder. É apenas uma questão de tempo. Será interessante ver como o ouro responde a isso”, disse Wong.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!