Ações da Marfrig disparam após empresa virar 2ª maior processadora de carne do mundo – Jornal do Comércio

As ações da Marfrig disparam nesta segunda-feira (9) na Bolsa brasileira, após a empresa comprar 51% das ações da National Beef, quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos. Com isso, a brasileira se torna a segunda maior processadora de carne bovina do mundo, com um faturamento consolidado de R$ 43 bilhões. A primeira é a também brasileira JBS.

Às 12h24, as ações da Marfrig subiam 16,39%, para R$ 7,24.  Em relatório, analistas do BTGPactual avaliam que a operação, à primeira vista, surpreende, considerando as metas agressivas de desalavancagem da Marfrig. A empresa busca alcançar um índice de alavancagem-uso de empréstimos para aumentar a rentabilidade-de 2,5 vezes até o fim do ano.

“A notícia aqui é que a Marfrig está abertamente falando sobre a venda total da Keystone”, indica o relatório. A empresa é especializada e dedicada à produção, comercialização e distribuição de alimentos para o canal food service no Brasil.

“Claro que isso dependeria da avaliação, mas nós estimamos que a companhia resultante poderia ter uma relação dívida líquida/ebitda baixa como 1,5 a 2 vezes”, indica a nota. Essa relação indica em quanto tempo a empresa conseguiria pagar suas dívidas com sua geração de caixa.

Os analistas veem como positiva a nova posição da Marfrig,considerando o negócio anunciado nesta segunda e a venda da Keystone. “Nós teríamos um operador de proteína mais focado, com uma muito diversificada marca de carne na América do Sul e nos Estados Unidos, e com uma altamente sinérgica base de clientes”, dizem.

Além disso, o compromisso de crescimento da Marfrig de manter o baixo endividamento é positivo em um setor onde a dívida majoritariamente explicou a falta de criação de valor por muitos anos.

A National Beef exporta para 40 países, incluindo o Japão e a Coreia do Sul, mercados atualmente fechados às exportações de carne brasileira.

“Com a transação, teremos operações nos dois maiores mercados de carne bovina do mundo, chegaremos a países consumidores extremamente sofisticados e conseguimos crescer mantendo uma rigorosa disciplina financeira”, disse Martín Secco, presidente da Marfrig, em nota.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!