Bolsas asiáticas fecham em alta com tom conciliador do presidente da China – Jornal do Comércio

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira (10), depois que o presidente da China, Xi Jinping, citou planos de abrir ainda mais a economia chinesa. Em discurso feito durante o Fórum Boao para a Ásia, Xi disse hoje que Pequim pretende reduzir tarifas sobre importações de carros e de outros produtos, além de fortalecer a proteção dos direitos de propriedade intelectual de companhias estrangeiras.

O tom conciliador de Xi ajudou a aliviar temores relacionados à atual disputa comercial entre China e EUA, contribuindo para a melhora do sentimento e gerando demanda por ações na região asiática.

Na semana passada, o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçou tarifar até US$ 150 bilhões em produtos chineses, em parte porque Pequim estaria forçando empresas americanas a transferir tecnologia a parceiros de joint ventures na China.

No discurso, Xi prometeu “ampliar de forma significativa o acesso externo ao mercado chinês este ano”. “Isso é música para os ouvidos dos investidores”, comentou Rodrigo Catril, estrategista de câmbio do National Australia Bank.

Na China, o índice Xangai Composto subiu 1,66% hoje, seu maior ganho em seis semanas, terminando o pregão a 3.190,32 pontos, graças ao bom desempenho de grandes bancos, corretoras e seguradoras na esteira dos comentários de Xi. O menos abrangente Shenzhen Composto, por sua vez, avançou 0,51%, a 1.841,22 pontos.

Em Tóquio, o Nikkei teve alta de 0,54%, a 21.794,32 pontos, impulsionado por ações de montadoras que reagiram à fala de Xi sobre tarifas menores para importações de carros.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng subiu 1,65% em Hong Kong, a 30.728,74 pontos, também favorecido por grandes bancos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,27% em Seul, a 2.450,74 pontos, sustentado por ações financeiras e do setor siderúrgico, e o Taiex registrou alta de 0,31% em Taiwan, a 10.927,18 pontos.

Na Oceania, a bolsa da Austrália também foi beneficiada pelas promessas do presidente chinês e o índice S&P/ASX 200 avançou 0,83%, a 5.857,00 pontos, atingindo seu maior patamar em mais de duas semanas. Destacaram-se em Sydney papéis dos maiores bancos domésticos, de mineradoras e de companhias de telecomunicações.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!