Bolsas europeias sobem após líder chinês aliviar temores sobre guerra comercial – Jornal do Comércio

As bolsas europeias operam em alta desde a abertura, depois que o presidente da China, Xi Jinping, se esforçou para aliviar temores de que Pequim possa se engajar numa eventual guerra comercial com os EUA.

Em discurso feito durante o Fórum Boao para a Ásia, Xi disse hoje que a China pretende reduzir tarifas sobre importações de carros e de outros produtos, além de fortalecer a proteção dos direitos de propriedade intelectual de companhias estrangeiras.

O tom conciliador de Xi veio num momento em que o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaça tarifar até US$ 150 bilhões em produtos chineses, em parte porque Pequim estaria supostamente forçando empresas americanas a transferir tecnologia a parceiros de joint ventures na China.

No discurso, Xi também prometeu “ampliar de forma significativa o acesso externo ao mercado chinês” este ano.

Mineradoras, que têm forte exposição à China, lideram os ganhos na Europa. No mercado britânico, Glencore, Rio Tinto e BHP Billiton exibiam ganhos entre 1,7% e 2,6% por volta das 7h (de Brasília). Na abertura, a Glencore chegou a saltar 4%, após notícia de que seu executivo-chefe, Ivan Glasenberg, renunciou como diretor da Rusal, fabricante de alumínio russa que foi alvo de sanções pelos EUA na semana passada.

Outro destaque corporativo era a Telecom Italia, que avançava 2,8% em Milão no horário indicado acima, após a diretoria da companhia de telecomunicações considerar ilegal a inclusão de uma proposta do fundo ativista Elliott Management, de nomear novos seis diretores, à agenda de uma reunião de acionistas marcada para 24 de abril.

Às 7h22min (de Brasília), a Bolsa de Frankfurt subia 1,03%, a de Londres avançava 0,50% e a de Paris tinha alta de 0,63%. Já Madri, Milão e Lisboa registravam valorização de 0,28%, 0,13% e 0,49%, respectivamente. No mercado de câmbio, o euro se fortalecia marginalmente, a US$ 1,2326, e a libra avançava com mais vigor, cotada a US$ 1,4163. Com informações da Dow Jones Newswires.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!