Comissão da privatização da Eletrobras tem obstrução da oposição para votar plano – Jornal do Comércio

A Comissão Especial da Câmara que analisa o projeto de privatização da Eletrobras conseguiu quórum para abrir a sessão, mas enfrenta a obstrução de deputados da oposição. O relator da matéria, deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), voltou a reclamar da baixa quantidade de parlamentares da base do governo para que o plano de trabalho e os demais requerimentos da comissão sejam aprovados.

“O governo precisa decidir se quer debater a matéria. Vou pedir o requerimento de urgência ao plenário. Se o plenário aprovar, vamos discutir lá”, afirmou Aleluia.

As últimas três sessões da comissão nem chegaram a ser iniciadas devido à falta de quórum. Nesta terça-feira, deputados do PT, PDT, PCdoB e outros partidos de oposição levantaram questões de ordem e pediram verificação de quórum na votação de um pedido para a inversão da pauta.

“A oposição é pró-falência da Eletrobras. O atual governo recebeu a empresa semidestruída, precisando de recursos do Tesouro Nacional para sobreviver. Com a desestatização, o preço da energia ficará mais barato”, chegou a rebater o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS).

Após Perondi afirmar que a Eletrobras foi tratada como uma “boquinha” pelos governos anteriores, o deputado Wadih Damous (PT/RJ) respondeu que os últimos cinco ministros de Minas e Energia eram integrantes do próprio PMDB.

Após algum bate-boca entre governistas e oposicionistas, deputados da posição criticaram até mesmo o fato do presidente da comissão, deputado Hugo Motta (PMDB-PB) não saber quem é o novo ministro do MME.

O presidente Michel Temer deu posse hoje a Moreira Franco como novo chefe da pasta. “Não é função do presidente dessa comissão saber quem o governo nomeia”, argumentou Motta.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!