Crescimento depende de ‘valores empreendedores’ – Jornal do Comércio

A defesa do empreendedorismo como elemento indutor do crescimento foi vinculada, neste ano, a uma mudança de valores na sociedade. Em painel, que reuniu o cientista social Jorge Caldeira – escritor visto como “guru do marketing” -, Neil Patel e o treinador de voleibol Bernardo Rezende, o Bernardinho, foi consenso a ideia de que os brasileiros não devem esperar serem “tutelados”.

“O esporte nos ensina que, quem tem vocação, sabe que, um dia, vai perder. E isso não é um problema, desde que a derrota nos ensine”, disse Bernardinho. O treinador, que é também economista e empresário, criticou o fato de que, no Brasil, não atingir o sucesso é visto como algo definidor. “Se você falha, não bate uma meta, é fracassado”, acrescentou.

Já Patel, que fez fama atuando com marketing digital, aproveitou a oportunidade para defender o potencial da América Latina. “Os membros da minha empresa no Brasil sempre me perguntam o quão difícil é se mudar para os EUA, e sempre respondo ‘vocês são loucos'”, brincou, argumentando que enfrenta problemas com a violência em sua residência, na Califórnia, e que o Brasil é, atualmente, a terra das oportunidades. “Vocês estão no controle do seu futuro, não há desculpas.”

Já Caldeira fez uma defesa de que a história brasileira é melhor organizada “de baixo para cima”. “A maior parte da riqueza sempre esteve nas mãos dos pequenos empreendedores”, afirmou, defendendo que o Brasil não pode temer a globalização, visto que, por conta da miscigenação, é um “país de população global”, na sua visão.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!