É importante seguir com reformas para manter inflação baixa, diz Ilan – Valor

BRASÍLIA  –  O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, enfatizou que dar continuidade à agenda de reformas, em especial a da Previdência, é fundamental para que o atual cenário de inflação e juros baixos perdure.

Em teleconferência com a imprensa internacional, Ilan disse que a agenda de reformas foi intensa em 2017 e que ela segue viva neste ano. Como exemplo, ele citou que ontem mesmo esteve no Congresso Nacional para tratar do projeto do cadastro positivo, que pode reduzir juros e spreads ao consumidor, e do projeto de autonomia do BC. “A agenda de reformas está viva”, disse.

Ele lembrou que a inflação saiu de 11% em 2015 para menos de 3% atualmente. E foi isso que permitiu a queda da taxa básica de juros, de 14,25% para 6,5% ao ano. 

O dirigente do BC notou ainda que a recuperação da atividade econômica é consistente, apesar de não ocorrer em linha reta, ou seja, registrar “altos e baixos”. A previsão de crescimento para este ano está entre 2,5% e 3%, mesmo patamar estimado pelo mercado.

Com a atividade retomando, a expectativa é que a inflação, estimada em 3,8% para 2018 pelo BC, aumente gradualmente em direção às metas, de 4,25% em 2019 e de 4% em 2020. Para este ano, a meta é de 4,5%.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!