SPC: Inadimplência cresce em março e 62,1 milhões têm contas em atraso – Valor

SÃO PAULO  –  O número de consumidores com contas em atraso e registrados em cadastros de inadimplência cresceu 3,13% em março, na comparação com o mesmo mês de 2017. Foi a sexta alta seguida nesse tipo de comparação. O crescimento também vem acelerando mês a mês, desde que foi registrada a alta de 0,2% em outubro. Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e foram divulgados na manhã desta quarta-feira (11).

Ao todo, 62,1 milhões de brasileiros encerraram o primeiro trimestre com alguma restrição no CPF.

Mesmo com a alta da inadimplência, houve uma queda das dívidas em relação a março do ano passado, de 0,38%. “Como, em média, cada consumidor tem duas dívidas abertas, se ele paga uma conta, a outra ainda fica pendente, o que não retira o seu CPF do cadastro de negativados. Ainda assim, é algo positivo porque mostra a disposição do brasileiro de recuperar seu crédito”, afirma Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

Mais da metade (51%) das dívidas em atraso registradas no Brasil são com bancos ou outras instituições financeiras. Depois vêm comércio (18%), companhias de telefonia, televisão por assinatura e internet (14%) e concessionárias de água e luz (8%).

São Paulo

O Indicador de Registros de Inadimplentes na capital paulista subiu 0,2% na comparação mensal de fevereiro com o mês anterior, de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. No resultado acumulado, a inadimplência ficou estável (0,0%), enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador cedeu 4,2%.

O indicador de recuperação de crédito, por sua vez, aumentou 0,1% na comparação mensal de fevereiro com o mês anterior. Já no valor acumulado, a recuperação cresceu 1,3% enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador recuou 2,1%.

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas e o indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir das exclusões de registros informadas à Boa Vista SCPC pelas empresas credoras.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!