Cobre recua com dúvidas sobre China e alumínio tem realização de lucros – Jornal do Comércio

O cobre opera em queda na manhã desta quinta-feira (12), em meio a especulações sobre as reservas da China. O alumínio, por sua vez, passa por um movimento de realização de lucros, após fortes altas recentes.

Às 7h25min (de Brasília), o cobre para três meses caía 1,7%, a US$ 6.965 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). Às 8h06min, o cobre para maio recuava 1,96%, a US$ 3,0560 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O cobre é afetado por especulações de que o Escritório de Reserva do Estado da China planeja divulgar alguns números sobre suas reservas estratégicas de metais. Além disso, a cautela no Oriente Médio reduz o apetite por risco, enquanto no câmbio o dólar mais forte contém a demanda pelas commodities cotadas nesta moeda.

No caso do alumínio, investidores realizavam lucros após fortes altas recentes. O mercado reagia à queda de 13% da oferta global desse metal – excluindo a China. O alumínio recuava 1,5%, a US$ 2.213 a tonelada, na LME, embora siga em alta de 10,3%, na comparação semanal

Na última semana, o alumínio recuou conforme companhias do Ocidente se distanciavam da United Co. Rusal, a segunda maior produtora desse metal no mundo, após sanções dos EUA contra indivíduos russos, entre eles Oleg Deripaska, que controla a Rusal. Corretor da Marex Spectron, Alastair Munro disse que a movimentação de ontem do alumínio foi impulsionada por um “agressivo” movimento de compras. Para o Commerzbank, agora esse mercado parece ter superado o choque inicial com as sanções.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco caía 3,3%, a US$ 3.116,50 a tonelada, o estanho recuava 0,55%, a US$ 20.840 a tonelada, o níquel tinha baixa de 1,56%, a US$ 13.610 a tonelada, e o chumbo caía 2,13%, a US$ 2.340 a tonelada. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!