Ibovespa opera “travado” em 85 mil pontos em meio a incertezas – Valor

SÃO PAULO  –  A bolsa desacelerou o ritmo de negócios nesta quinta-feira, refletindo a ausência de notícias que determinem uma tendência mais clara para esse mercado. O Ibovespa fechou em alta de 0,23%, aos 85.444 pontos. Ao longo do dia, oscilou na estreita faixa dos 85.025 pontos aos 85.577 pontos, mostrando a falta de entusiasmo do investidor em montar posições – compradas ou vendidas.

O giro de negócios confirma esse ambiente: foram movimentados R$ 7,111 bilhões, contra R$ 8,8 bilhões na sessão de ontem.

Segundo profissionais, o mercado segue “travado” ao redor desse patamar, pressionado por duas forças: de um lado, as incertezas políticas domésticas e, principalmente, externas limitam o apetite comprador dos investidores; de outro, o nível de juro baixo a perspectiva de retomada da atividade, ainda que em ritmo lento, limitam uma queda adicional do indicador.

Mas há um ajuste em curso relativo à mudança do cenário doméstico de atividade, dizem operadores. Parte do mercado passou a traçar projeções muito otimistas sobre o crescimento do PIB e, depois dos últimos dados, está refazendo as contas. “E isso tem que colocar a bolsa numa outra dinâmica”, afirma o gestor de um fundo de São Paulo.

Hoje, a divulgação do resultado das vendas no varejo corroborou esse quadro. Segundo o IBGE, as vendas no varejo restrito caíram 0,2% em fevereiro, ante expectativa captada pelo Valor Data de crescimento de 0,6%.

Entre do dia, um dos destaques negativos foi Bradesco. O papel ON recuou 2,29%, enquanto a preferencial caiu 1,86%, com forte volume de negócios, de R$ 628 milhões, ante R$ 297 milhões na véspera. Além de importante volume, a ação é uma das blue chips da bolsa, com fatia de cerca de 8% no Ibovespa.

O papel reagiu à notícia publicada pelo jornal “O Globo” de que o ex-ministro Antonio Palocci vem negociando em sigilo uma delação premiada com a Polícia Federal, em que poderia implicar pelo menos dois bancos, sendo um deles com grande atuação no varejo bancário.

A maior alta do dia, no entanto, foi Via Varejo (4,94%). O papel vinha acumulando queda no mês de abril e, com o desempenho de hoje, passa a acumular valorização de 3,66%.

Outro destaque positivo no dia foi Eletrobras ON (+3,05%), enquanto a PNB da elétrica subiu 1,08%. Hoje, tanto o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, quanto o ministro das Minas e Energia, Moreira Franco, afirmaram que a capitalização da Eletrobras é absolutamente prioritária.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!