Produção de motocicletas cresce 12,2% no primeiro trimestre, diz Abraciclo – Jornal do Comércio

As fabricantes de motocicletas no Brasil produziram um total de 259,5 mil unidades no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 12,2% em relação a igual período do ano passado, informou nesta quinta-feira (12), a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

Para o presidente da associação, Marcos Fermanian, o avanço mostra que o segmento caminha “rumo à retomada”, depois de quedas consecutivas durante a crise. “Há tempos não começávamos um ano com um horizonte tão positivo. Isto nos anima e nos deixa confiantes com relação aos indicadores dos próximos meses”, disse o executivo, para quem o cenário é de expansão sustentável, com os estoques controlados.

Só em março, a produção atingiu 94,5 mil unidades, expansão de 14,8% ante igual mês do ano passado e de 13,1% na comparação com fevereiro. Segundo Fermanian, os resultados, tanto do mês quanto do primeiro trimestre, reforçam a projeção da Abraciclo para o ano todo, de alta de 5,9%.

As vendas de motocicletas também cresceram no primeiro trimestre, a um ritmo de 4%, com o emplacamento de 219,3 mil unidades. Em março, no entanto, o mercado caiu 4,3%, para 79,3 mil unidades. Na comparação com fevereiro, mês mais curto, as vendas avançaram 25,9%. A previsão para o ano é de aumento 1,6%

Para o exterior, as vendas tiveram crescimento mais expressivo. Nos primeiros três meses do ano, as exportações somaram 24,3 mil motocicletas, alta de 45,4% sobre o resultado de igual intervalo do ano passado. Só em março, foram 9 mil motocicletas vendidas para outros países, alta de 66,5% em relação a março do ano passado e de 31,4% na comparação com fevereiro. A Abraciclo aposta em avanço de 3,9% para o ano.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!