Aneel aprova reajuste na tarifa de energia em 4 estados do Nordeste

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje (17) reajuste nas contas de luz de consumidores de concessionárias de quatro estados do Nordeste,da RGE-Distribuidora de Energia S.A., que fornece energia a usuários de 118 municípios das regiões metropolitana e Centro-Oeste do Rio Grande do Sul, e para uma cooperativa de eletrificação rural de São José do Rio Preto, em São Paulo.

 

Na Bahia, no Ceará, no Rio Grande do Norte e em Sergipe, as novas tarifas entram em vigor domingo (22).

 

Os consumidores da Coelba, que atende a 5,9 milhões de unidades consumidoras em 415 municípios baianos, terão reajuste médio de 16,95%. Consumidores residenciais e comerciais atendidos em baixa tensão terão reajuste médio de 17,27% e os de alta tensão, o que inclui as indústrias, de 16,17%.

 

As tarifas da Enel Ceará terão reajuste médio de 4,96%. Para os consumidores residenciais, a tarifa aumentará 3,80% e, para os industriais, 7,96%. A Enel atende a 3,4 milhões de unidades consumidoras em 184 municípios cearenses.

 

Os consumidores atendidos pela Companhia de Eletricidade do Rio Grande do Norte (Cosern) terão reajuste médio de 15,61%. Para os de alta tensão, a tarifa será reajustada em 17,47% e, para os residenciais e comerciais, em 4,88%. A Cosern atende a 1,4 milhão de consumidores no estado.

 

O reajuste médio aprovado para as tarifas da Energisa Sergipe (ESE) será de 10,30%. Para os consumidores da baixa tensão, o que inclui as residencias e domicílios da zona rural, o aumento será de 9,78% e, para os de alta tensão, o que inclui empresas, de 13,92%.

Rio Grande do Sul

A Aneel autorizou também reajuste médio de 22,47% nas contas de luz de consumidores atendidos pela RGE-Sul Distribuidora de Energia S.A a partir desta quinta-feira (19). A RGE atende a 1,3 milhão de unidades consumidoras. Para os consumidores residenciais, o índice de aumento será de 20,96% e, para as unidades atendidas pela alta tensão, de 24,99%.

 

o reajuste faz parte da quarta revisão tarifária. De acordo com a Aneel, a revisão tarifária “está prevista nos contratos de concessão e tem por objetivo obter o equilíbrio das tarifas com base na remuneração dos investimentos das empresas voltados para a prestação dos serviços de distribuição e a cobertura de despesas”.

 

São José do Rio Preto

 

Também foi aprovado reajuste médio de 10% nas tarifas da Cooperativa de Eletrificação Rural da Região de São José do Rio Preto, em São Paulo, que atende a 7,7 mil unidades consumidoras em 13 municípios. Para os consumidores residenciais, atendidos na baixa tensão, o aumento será de 5,20% e, para os atendidos em alta tensão, de 17,91%.

 

“Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Aneel considerou a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais”, disse a Aneel.

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!