Bolsas asiticas sobem com alta do petrleo e menor tenso geopoltica – Jornal do Comércio

As principais bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada pelo segundo dia consecutivo nesta quinta-feira (19), favorecidas pela diminuição de tensões geopolíticas e por um forte avanço do petróleo, que estimulou o apetite por ativos mais arriscados. Nessa quarta-feira (18), as cotações do petróleo saltaram quase 3%, em parte reagindo a uma queda maior do que se previa nos estoques dos EUA.

Durante a madrugada, a commodity manteve a tendência positiva e atingiu máximas em três anos e meio. Além disso, melhorou o clima geopolítico. A recente ofensiva militar liderada pelos EUA na Síria não gerou mais repercussão e, ao mesmo tempo, Washington dá sinais de que busca superar suas diferenças com o regime da Coreia do Norte.

Em coletiva de imprensa ontem, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que ele e sua equipe farão “o que for possível” para que seu planejado encontro com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, seja bem-sucedido. A expectativa é que Trump e Kim se reúnam até o fim de maio ou começo de junho.

Já no âmbito comercial, China e EUA não voltaram a trocar ameaças significativas, embora Pequim tenha decidido aplicar medidas antidumping temporárias a importações de borracha dos EUA, da União Europeia e de Cingapura, a partir de amanhã.

Na China, o Xangai Composto subiu 0,84% hoje, a 3.177,38 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,60%, a 1.814,64 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 1,40%, a 30.708,44 pontos. Ações de petrolíferas se destacaram em Xangai e em Hong Kong.

Na Oceania, os setores petrolífero e minerador também impulsionaram a bolsa australiana, que garantiu seu quinto pregão consecutivo de ganhos e fechou no maior nível em quatro semanas. O S&P/ASX 200 avançou 0,33% em Sydney, a 5.881,00 pontos.

De volta à Ásia, o Nikkei teve alta mais discreta em Tóquio, de 0,15%, terminando o dia a 22.191,18 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi subiu 0,25% em Seul, a 22.191,18 pontos, e o Taiex avançou 1,14% em Taiwan, a 10.971,22 pontos, alcançando o maior patamar em uma semana.

Após se encontrar ontem com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, na Flórida, Trump disse preferir acordos comerciais bilaterais a pactos mais amplos, como a Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), da qual ele retirou os EUA no começo do ano passado. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!