Rússia entra na OMC para questionar tarifas dos EUA contra aço e alumínio – Exame

A Rússia se uniu à União Europeia, à Índia e à China para demandar uma compensação dos Estados Unidos por suas tarifas sobre o aço e o alumínio. O site da Organização Mundial de Comércio (OMC) informou nesta quinta-feira que o pedido de Moscou, como o dos outros países, argumenta que as tarifas que entraram em vigor em 23 de março são “salvaguardas” e buscam proteger o mercado doméstico americano das importações.

O governo do presidente americano, Donald Trump, rejeita esses argumentos e alega que as medidas foram tomadas por questões de segurança nacional. A Rússia, porém, não chegou ainda a apelar para o mecanismo de disputas da OMC nessa questão.

Aliados de longa data dos EUA, como o Canadá, o México, a Coreia do Sul, a Austrália, o Brasil e a UE, receberam isenção temporária das tarifas. A retirada ou não delas, nesses casos, dependerão ainda das negociações com Washington.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!