FMI diz que trabalha para fortalecer papel do comércio na economia – Exame

O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse neste sábado, 21, que está trabalhando para fortalecer a contribuição do comércio para as economias e que é preciso reconhecer a necessidade de novos diálogos e ações. “Continuaremos a trabalhar por um sistema tributário internacional globalmente justo e moderno, abordando os desafios fiscais e de concorrência”, apontou o comunicado de encerramento da reunião de primavera do FMI e do Banco Mundial, em Washington. 

O ponto abordado pelo FMI vem na esteira de discussões do aumento do protecionismo do governo do presidente americano, Donald Trump, e suas consequências para as economias mundiais. 

Neste sábado, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, acusou que “o comércio global com práticas injustas impedem o crescimento mais forte nos EUA e no mundo, agindo como um obstáculo persistente na economia global”.

Ele pediu ao FMI que faça mais para combater práticas comerciais desleais. No mês passado, impôs impostos sobre aço importado e alumínio. Em seguida, propôs tarifas de US$ 50 bilhões em produtos chineses para sancionar Pequim por seus esforços agressivos para obter a tecnologia dos EUA.

“A política fiscal deve ser flexível e favorável ao crescimento, criar espaço para investir em infraestrutura e habilidades da força de trabalho e garantir que a dívida pública como parcela do PIB esteja em um caminho sustentável”, ressaltou a instituição. 

Além disso, o fundo destacou ainda que as reformas estruturais devem ter como objetivo elevar a produtividade, o crescimento potencial e o emprego, auxiliando efetivamente aqueles que arcam com o custo do ajuste.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!