Balanço social da Embrapa indica ganho de R$ 37 bilhões para sociedade

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) divulgou nesta segunda-feira (23) dados preliminares do Balanço Social 2017, levantamento que mede os resultados positivos causados pelas tecnologias geradas pela empresa e transferidas à sociedade. O balanço do último ano aponta um lucro social de R$ 37,18 bilhões, obtido a partir da adoção, pelo setor agropecuário, de 113 tecnologias e de cerca de 200 cultivares. O levantamento conclui que para cada real aplicado na Embrapa no último ano foram devolvidos R$ 11,06 para a sociedade.

O lucro social é calculado a partir da análise dos benefícios econômicos obtidos por aqueles que adotaram as tecnologias disponibilizadas pela empresa, vistos na receita operacional líquida anual, ou seja, é relativo a geração de renda no meio rural.

O modelo de balanço social seguido pela Embrapa é baseado em metodologia definida pelo Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e um grupo de empresas estatais, e obteve reconhecimento internacional da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Tropicalização do trigo

Entre os destaques do Balanço Social de 2017, está a contribuição da Embrapa na tropicalização do trigo, com o desenvolvimento do cultivar BRS 404, adaptada ao cultivo em sequeiro nos cerrados, e os avanços trazidos pela cultivar de soja BRS 7380RR, resistente a nematoides, vermes microscópicos que já levaram agricultores a abandonarem grandes áreas de cultivo.

Sobre os impactos da Embrapa na agricultura familiar, o levantamento destaca o desenvolvimento da BRS Zamir, uma cultivar de tomate tipo grape, que já ocupa 10% da área plantada com esse tipo de tomate. A BRS Zamir é mais produtiva, é tolerante ao principal fungo que ataca o tomateiro no país, além de produzir um tomate mais nutritivo, com alto teor de licopeno.

Cadastro ambiental

O Balanço Social de 2017 também traz uma análise do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em cerca de 4 milhões de propriedades rurais pela Embrapa Territorial, revelando que em 2017 havia um total de 176.806.937 hectares destinados à preservação e à manutenção da vegetação nativa, o equivalente a 20,5% do território nacional.

Edição: Davi Oliveira

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!