BNDES: Participação de empresas menores nos desembolsos dobrou em 30 anos – Exame

No período 1990-94, as MPMEs ficavam em média com 16% dos desembolsos do banco de fomento. De 2015 a 2017, a participação ficou em 33%

Por Vinicius Neder, do Estadão Conteúdo

access_time 23 abr 2018, 19h24

Rio – Em quase 30 anos, as micro, pequenas e médias empresas (MPME) dobraram sua participação nos desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Segundo o artigo “A atuação histórica do BNDES: o que os dados têm a nos dizer?”, estudo produzido pelo Departamento de Pesquisa Econômica do BNDES, no período 1990-94, as MPMEs ficavam em média com 16% dos desembolsos do banco de fomento. De 2015 a 2017, a participação ficou em 33%.

“Outra constatação dos autores é que os setores econômicos mais apoiados pelos BNDES variaram conforme a dinâmica da economia brasileira. Ao longo da história da instituição, a indústria recebeu a maior parte dos desembolsos do Banco, mas em determinados períodos, como entre os anos 2011 e 2017, o setor de infraestrutura se destacou.

Desde os anos 90, também ganharam força os setores de agropecuária e comércio e serviços (incluído neste último o apoio do BNDES a estados e municípios)”, diz a nota divulgada nesta segunda-feira, 23, pela assessoria de imprensa da instituição de fomento.

Ainda conforme a nota, o artigo mostra ainda que, a partir dos anos 2000, o BNDES atingiu o maior tamanho ao longo de sua história.

“No auge da crise mundial, em 2009 e 2010, os financiamentos do BNDES alcançaram o equivalente a 21% da formação bruta de capital fixo (FBCF) e 4,3% do PIB, respectivamente, refletindo a atuação anticíclica da instituição”, diz a nota.

Por causa da crise fiscal e da recessão, porém, o BNDES mudou de rumo. Desde 2015, os desembolsos vêm retrocedendo, atingindo, atualmente, níveis observados no fim da década de 1990.

Segundo a assessoria de imprensa do BNDES, uma das fontes para o estudo é o site “Memória BNDES”, lançado recentemente. “A página apresenta os 65 anos de história do BNDES, por meio de uma linha do tempo com os principais acontecimentos do País e da instituição e de depoimentos de ex-empregados e autoridades, desde a criação, em junho de 1952, até os dias atuais”, diz a nota.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!