4ª rodada do pré-sal tem número recorde de empresas interessadas, diz ANP – Exame

A quarta rodada do pré-sal ofertará as áreas de Itaimbezinho e Dois Irmãos, na Bacia de Campos, e Uirapuru e Três Marias, na Bacia de Santos

Por Marta Nogueira, da Reuters

access_time 24 abr 2018, 19h45

Rio de Janeiro – O quarto leilão de blocos exploratórios de óleo e gás no pré-sal, sob regime de partilha de produção, em junho, recebeu pedidos de inscrição de 16 empresas, informou em nota nesta terça-feira a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os pedidos de inscrição dessas empresas, que segundo a agência reguladora atingiram um número recorde para rodadas nesse regime, ainda precisam ser analisados pela Comissão Especial de Licitação (CEL).

Normalmente, após a aprovação pela CEL, os nomes das companhias inscritas são publicados ao mercado.

O número de manifestação de interesse na licitação prevista para 7 de junho supera o registrado na terceira rodada (15 empresas) e na segunda (10), realizadas no ano passado, informou a ANP. Essas licitações atraíram companhias como a Exxon Mobil e a Shell, entre outras petroleiras gigantes.

A quarta rodada do pré-sal ofertará as áreas de Itaimbezinho e Dois Irmãos, na Bacia de Campos, e Uirapuru e Três Marias, na Bacia de Santos.

Nas licitações sob o regime de partilha da produção, as empresas vencedoras são as que oferecem ao Estado brasileiro, a partir de um percentual mínimo fixado no edital, a maior parcela de petróleo e gás natural produzido.

Os bônus de assinatura da rodada, também determinados no edital, são fixos e somam 3,2 bilhões de reais, sendo o maior deles, de 2,65 bilhões, foi fixado para a área Uirapuru.

Pela lei, a Petrobras tem direito de preferência em leilões de áreas do pré-sal.

A empresa informou anteriormente que manifestou interesse ao governo federal de exercer direito de preferência nas áreas Dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru, o que poderá resultar no pagamento de ao menos 945 milhões de reais, caso confirme a participação mínima nas áreas, de 30 por cento.

O governo estabeleceu para o leilão percentual mínimo do excedente em óleo da União, no período de vigência do contrato, em 22,18 por cento para Uirapuru; 16,43 por cento para Dois Irmãos; 8,32 por cento para Três Marias; e 7,07 por cento para Itaimbezinho.

 

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!