Ministrio do Trabalho investiga fraude em 7 mil seguros para pescador em Caxias do Sul – Jornal do Comércio

Uma investigação do Ministério do Trabalho identificou fraudes na liberação de sete mil seguros-desemprego para pescadores em Caxias do Sul. A cidade na Serra gaúcha não tem rios nem acesso ao mar, e portanto, sem pescadores. As informações são de reportagem veiculada pelo jornal O Globo, e mostram que o valor pago pela fraude superou os R$ 13 milhões.

Conforme O Globo apurou, o gerente regional de Trabalho e Emprego em Caxias, Julio Cesar Goss, é o único habilitado para realizar o andamento nos recursos do seguro-desemprego na cidade. O nome do funcionário estaria por trás da liberação dos sete mil seguros destinados a pescadores, o chamado seguro defeso, entre agosto de 2016 e março deste ano.

No ano passado, o mesmo funcionário virou réu na Justiça Federal no Amapá, onde atuou até 2015. Ele foi denunciado pelos crimes de estelionato e inserção de dados falsos, com a suspeita de fraude no pagamento de seguro. O crime teria ocorrido em 2014.

A reportagem traz ainda que o total previsto das parcelas de seguro alcançaria mais de R$ 24 milhões, mas parte foi bloqueada após a Polícia Federal (PF) iniciar a investigação sobre o caso e identificar a atuação do servidor.

O crime teria ramificações em outros estados da País. O Ministério do Trabalho encaminhou à PF uma lista com 50 nomes de pessoas que operam o sistema do seguro-desemprego e sobre as quais há indicativos de fraudes na liberação do seguro tradicional e do seguro defeso para identificar a ocorrência de outras fraudes.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!