Preços de matérias-primas vão aumentar este ano, diz Banco Mundial – Exame

Os preços das matérias-primas aumentarão este ano, impulsionados pela demanda, pelos riscos geopolíticos e pela possível aplicação de tarifas aduaneiras, afirmou um relatório do Banco Mundial (BM) divulgado nesta terça-feira (24).

O barril de petróleo deveria chegar a uma média de 65 dólares neste ano, contra 53 dólares em 2017.

Os preços do conjunto das matérias-primas energéticas (petróleo, gás natural e carvão) devem aumentar 20% em 2018, diz o informe que revisa em forte alta suas projeções de outubro.

O índice de preços dos metais avançaria 9%, estimulado pelo alumínio e pelo níquel.

“A aceleração do crescimento mundial e a alta da demanda são fatores importantes que explicam essas previsões em alta para a maioria das matérias-primas”, disse Shantayanan Devaraja, economista-chefe do BM em um comunicado.

O relatório é prudente acerca do petróleo, considerando os crescentes riscos geopolíticos – como a situação da Síria e do Irã – e o estado cada vez pior da economia da Venezuela.

Por outro lado, os choques comerciais entre China e Estados Unidos, as maiores economias do mundo, “já pesam nos metais”, diz o documento.

Os preços das matérias-primas agrícolas devem aumentar modestos 2% neste ano, de acordo com o BM.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!