De olho em Coreias e BoJ, bolsas asiticas fecham em alta generalizada – Jornal do Comércio

As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta sexta-feira (27), com os investidores atentos aos desdobramentos da reunião de cúpula dos líderes das Coreias e também à última decisão de política monetária do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês).

Após o encerramento dos negócios na Ásia, as Coreias divulgaram um comunicado conjunto confirmando sua meta comum de buscar a completa desnuclearização da Península Coreana e anunciando um acordo de transição que moverá da atual situação de armistício para uma declaração de paz ainda este ano.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, também concordaram em encerrar as hostilidades e a buscar esforços de diálogo com os EUA e a China.

Em Seul, o índice sul-coreano Kospi subiu 0,68% hoje, a 2.492,40 pontos, em meio ao histórico encontro de Moon e Kim e impulsionado por ações de farmacêuticas e da Samsung Electronics (+1,7%), seu maior componente.

No Japão, o BoJ manteve sua política monetária inalterada, após reunião de dois dias, mas abandonou a projeção de quando a inflação do país provavelmente alcançará sua meta de 2%. Segundo o presidente do BC japonês, Haruhiko Kuroda, os mercados confundiam a previsão com um prazo firme que determinaria a direção da política monetária. Kuroda, no entanto, disse que há grandes chances de que a inflação atinja 2% no ano fiscal que se encerra em março de 2020.

Apesar da “surpresa” do BoJ, o Nikkei avançou 0,66% em Tóquio, a 22.467,87 pontos, encerrando a semana com valorização de 1,38%.

Na China, os mercados se recuperaram na segunda metade dos negócios e tiveram ganhos moderados. O Xangai Composto subiu 0,23%, a 3.082,23 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto mostrou alta de 0,32%, a 1.776,13 pontos.

Ficou em segundo plano um indicador sobre o lucro de grandes empresas industriais chinesas, que teve expansão anual de 3,1% em março, mostrando forte desaceleração ante o salto de 16,1% verificado no primeiro bimestre.

Em outras partes da região asiática, o Hang Seng avançou 0,91% em Hong Kong, a 30.280,67 pontos, e o Taiex subiu 0,62%, a 10.553,43 pontos.

O bom desempenho da Ásia também veio na esteira de um pregão de fortes ganhos em Wall Street. Ontem, os mercados americanos subiram entre 1% e 1,6%, graças em parte a balanços corporativos encorajadores.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o tom positivo das asiáticas e também fechou no azul. O S&P/ASX 200 teve alta de 0,72% em Sydney, a 5.953,60 pontos, em parte ajudado por ações de concessionárias de serviços públicos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!