Entidade vai ajudar Fazenda a escolher conselheiros de estatais

A escolha dos membros independentes dos Conselhos de Administração das estatais vinculadas ao Ministério da Fazenda terão o apoio de uma entidade privada. A pasta firmou um acordo de cooperação com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) para ajudar na seleção.

Pelo acordo, o IBGC enviará ao ministério um conjunto de currículos de profissionais certificados pelo instituto que se enquadre nos perfis buscados pelo governo. A Fazenda, no entanto, esclareceu que a entidade apenas sugerirá os nomes, sem exclusividade no processo de seleção, cabendo ao ministério reservar-se o direito de escolher os candidatos de outra forma.

Segundo a pasta, o acordo não trará custos para a administração pública. Entre as estatais vinculadas à Fazenda estão a Casa da Moeda, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e bancos públicos como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o Banco da Amazônia e o Banco do Nordeste.

O acordo permite ainda que os Conselhos de Administração de cada estatal use o banco de currículos para escolher os membros dos Comitês de Auditoria de cada empresa. Segundo o Ministério da Fazenda, a cooperação com a entidade resultará em mais transparência na administração das estatais, com a seleção de profissionais qualificados.

“O Ministério da Fazenda reafirma seu compromisso com o desenvolvimento da governança das empresas estatais, buscando a seleção de conselheiros de administração independentes com elevado preparo técnico, escolhidos de maneira objetiva e impessoal”, informou em nota.

Criada em 1995 com o nome de Instituto Brasileiro de Conselheiros de Administração (IBCA), a entidade passou a chamar-se Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) quatro anos mais tarde. Composto por empresários, conselheiros, executivos e estudiosos, o instituto tem como objetivo fortalecer a governança – administração transparente – nas empresas brasileiras.

Edição: Fernando Fraga

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!