CVM edita nova norma que regula atividade de analistas – Valor

RIO  –  A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou nesta quinta-feira (3) nova norma que regula a atividade de analista de valores mobiliários. Como previsto na audiência pública aberta em maio do ano passado, a principal alteração prevista foi a necessidade de credenciamento destes profissionais constituídos sob a forma de pessoas jurídicas.

A exigência decorreu da definição da atividade de consultoria, editada pelo regulador no ano passado. Por meio dela, a CVM passou a impossibilitar que uma casa de análise exerça a atividade de análise de valores mobiliários com o registro de consultor. Além das regras de analistas e consultores, já editadas, a autoridade do mercado de capitais analisa as novas regras para agentes autônomos. A audiência pública aberta no final do ano passado foi encerrada em janeiro, mas ainda não há previsão para publicação.

A nova regra para analistas, a instrução 598, revoga a 483 e introduz um novo marco regulatório sobre a atividade de analista de valores mobiliários.

A instrução tem regras de conduta para as pessoas que exercem a atividade de análise de valores mobiliários, inclusive no que diz respeito ao conteúdo das comunicações de cunho institucional e publicitário divulgadas pelas casas de análise ao mercado e a seus clientes.

A CVM também passou a vedar que analistas obtenham ou mantenham registro como agente autônomo de investimento. Além disso, passou a prever que as entidades responsáveis pelo credenciamento de analistas de valores mobiliários autorizadas pela CVM também possam determinar a retificação ou o encerramento da divulgação de comunicações de cunho institucional e publicitário que apresentem incorreções ou impropriedades que possam induzir o investidor a erro.

A norma, de 2010, já havia sido objeto de uma reforma em 2013. Na ocasião, o regulador tinha como principal objetivo evitar o conflito de interesses na atividade desse profissional. A autoridade vedou a participação do analista em atividades relacionadas à oferta de valores mobiliários e operações de fusões e aquisições.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!