Moeda norte-americana fecha em baixa apsao do Banco Central – Jornal do Comércio

Mesmo com o anúncio do Banco Central (BC) de que fará leilões de swap cambial acima dos US$ 5,6 bilhões necessários para a rolagem dos vencimentos de junho, o dólar continuou com elevada volatilidade nesta quinta-feira. A moeda americana oscilou entre a mínima de R$ 3,5218 (-0,84%) e a máxima de R$ 3,5673 ( 0,44%). No fechamento, seguiu a tendência de baixa firmada a partir do meio da tarde e ficou em R$ 3,5236 (-0,79%). O giro dos negócios ficou em US$ 635 milhões.

No fim da manhã, o BC vendeu 8.900 contratos de swap (US$ 445 milhões). Se mantiver esse ritmo até o fim de maio, ele injetará mais 56.100 contratos de swap (US$ 2,805 bilhões) no sistema. O BC disse claramente que vai vender mais contratos do que o necessário para a rolagem de junho, mas sem dar um valor e o mercado deverá acompanhar atentamente os comunicados diários sobre esses leilões. Ao mesmo tempo em que anunciou mais swaps, o BC deixou vender contratos de linha no valor de US$ 2,0 bilhões. Na prática, o vencimento da linha significa a retirada deste montante do sistema.

Alguns profissionais observaram que as operações de linha geralmente são feitas para suprir a liquidez de moeda à vista no sistema. Já os leilões de swap são a ferramenta preferencial da instituição para reduzir a volatilidade. Há no mercado uma demanda extra atípica por hedge, diante do barateamento dessa operação, em função da queda do juro no Brasil e do aumento das taxas no exterior.

O valor deste “dinheiro novo” via swap é considerado pequeno por profissionais do mercado de câmbio, mas indicaria a disposição do BC em suavizar o movimento altista do dólar ante o real. O consenso foi que o importante, agora, não é exatamente o tamanho, mas a nova sinalização que o BC dá ao mercado. “Até uma semana atrás, o BC dizia que não estava incomodado com a apreciação do câmbio. Ontem mudou esse sinal, o que é importante”, afirmou um gestor de um banco estrangeiro.

O BC comunicou a realização de novo leilão de contratos de swap cambial nesta sexta-feira, das 11h30 às 11h40. Na operação, cujo efeito é equivalente à venda de dólares no mercado futuro, o BC vai ofertar até 8.900 contratos (US$ 445 milhões). Os contratos a serem ofertados vencerão em 01/08/2018, 01/11/2018 e 02/01/2019. Estão programados para vencer um total de 113.000 contratos de swap cambial tradicional em 1 de junho (US$ 5,650 bilhões). Se mantiver a oferta diária de 8.900 contratos até o fim de maio, com exceção do dia 30 – último dia útil, quando o BC não costuma atuar -, a instituição não apenas rolará os vencimentos de junho como também injetará mais 56.100 contratos (US$ 2,805 bilhões) de swap no sistema.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!