Bolsas se Beneficiam com Inflação e Dólar Baixos – Investing.com

Os indicadores de inflação ao varejo abaixo das expectativas ontem criaram um duplo efeito no mercado de juros futuros local, principalmente após a abertura dos vértices mais longos da curva nos últimos dias.

A alta menos expressiva do CPI, dentro e fora do núcleo, demonstra que ao menos no curto prazo, que a pressão do preço internacional do não foi sentida nas medidas de inflação.

Neste contexto, reforçam-se as recentes premissas do Fed quanto a 3 elevações de juros este ano, aliviando a forte pressão recente sob os US Treasuries e consequentemente, o .

O IPCA também abaixo das expectativas chancelou o que o Banco Central tem citado bastante recentemente, de que o corte de juros na reunião da próxima semana é inevitável.

A menor pressão no dólar também colaborou para este cenário, com forte fechamento nos vértices mais longos da curva de juros.

Neste momento, apesar da melhora pontual dos indicadores, a volatilidade continua a ser uma realidade, pois as tensões globais continuam baseadas no petróleo, que dificilmente cede de maneira expressiva no curto prazo.

CENÁRIO POLÍTICO
Na falta de um candidato à esquerda, a mídia tem alardeado constantemente o nome de Ciro Gomes como uma alternativa viável em termos eleitorais, até mesmo pelo vácuo deixado pelo ex-presidente preso.

Uma ala do PT insiste na candidatura, ao ponto de querer anunciar um vice real, para um candidato virtual.

Ao mesmo tempo, a falta de uma articulação mais concreta do “centro” político e a curta distância entre a propaganda de TV e o pleito pode trazer surpresas até as eleições.

Neste contexto, o PSB na ausência de Barbosa é cortejado por diversos partidos, demonstrando que o fisiologismo deve dominar ainda mais o próximo congresso, principalmente com o caixa apertado.

CENÁRIO DE MERCADO
A abertura na Europa é mista e os futuros NY sobem, na expectativa por dados econômicos.

Na Ásia, o fechamento foi positivo na sua maioria, seguindo o ocidente.

O dólar opera em queda consistente contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos observados.

Entre as commodities metálicas, a alta é observada no em portos chineses.

O petróleo abre em alta em NY e em Londres, no pós-Trump.

O índice de volatilidade abre em queda acima de 0,5%.

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,5496 / -1,21 %
Euro / Dólar : US$ 1,19 / 0,185%
Dólar / Yen : ¥ 109,26 / -0,128%
Libra / Dólar : US$ 1,36 / 0,436%
Dólar Fut. (1 m) : 3552,89 / -1,49 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Janeiro 19: 6,26 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 20: 7,22 % aa (-1,63%)
DI – Janeiro 21: 8,26 % aa (-2,13%)
DI – Janeiro 25: 9,94 % aa (-2,45%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: 1,89% / 85.861 pontos
: 0,80% / 24.740 pontos
: 0,89% / 7.405 pontos

: 1,16% / 22.758 pontos
: 1,02% / 31.122 pontos
: -0,04% / 6.116 pontos

ABERTURA
: -0,263% / 12988,63 pontos
: -0,303% / 5529,15 pontos
FTSE: -0,046% / 7697,46 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 86312,00 pontos
S&P Fut.: 0,166% / 2723,20 pontos
Nasdaq Fut.: 0,101% / 6972,00 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: -0,17% / 90,34 ptos

Petróleo WTI: 0,07% / $71,41
:-0,14% / $77,36

: 0,24% / $1.324,79
Minério de Ferro: 0,44% / $66,49

: 0,60% / $18,59
: -0,13% / $394,25
: 0,69% / $116,30
: -0,53% / $11,20

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!