ONU e BM lançam plano de US$ 10 bilhões para educação global – Exame

Cerca de 260 milhões de crianças em todo o mundo não vão à escola, incluindo 10 milhões que são refugiados

Por AFP

access_time 11 maio 2018, 22h35 – Publicado em 11 maio 2018, 22h34

A ONU se uniu nesta sexta-feira ao Banco Mundial e a outras quatro entidades bancárias em um plano para promover o financiamento da educação em 10 bilhões de dólares, quando novos dados mostram uma brecha cada vez mais ampla no acesso às escolas.

Cerca de 260 milhões de crianças em todo o mundo não vão à escola, incluindo 10 milhões que são refugiados, segundo uma comissão criada em 2015 para promover o investimento em educação.

Se esta tendência continuar, metade das crianças do mundo – 400 milhões – não terá educação depois dos 11 anos em 2030, disse o ex-primeiro-ministro britânico Gordon Brown, atual enviado da ONU para a Educação Mundial.

“A maior divisão no mundo de hoje é entre metade de nosso futuro que será educado e a outra metade que ficará atrás”, disse Brown em uma conferência de imprensa na sede das Nações Unidas em Nova York.

Em sua agenda de desenvolvimento global, a ONU estabeleceu o objetivo de fornecer educação primária e secundária a todas as crianças até 2030.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse que se está “longe de alcançar a quantidade necessária de fundos” para apoiar a educação nos países mais pobres.

A comissão de educação está em negociação com 20 países doadores para contribuir com a nova Facilitação Financeira Internacional para a Educação, que tem como objetivo gerar 20 milhões de vagas nas escolas.

O financiamento estaria ligado a reformas nos países, que deverão ampliar o acesso às escolas e comprometer mais recursos próprios para a educação.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento, o Banco Africano de Desenvolvimento, o Banco Asiático de Desenvolvimento e o Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento apoiam a iniciativa.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!