Trump expressa apoio a Macri em negociação com o FMI – Exame

A presidência argentina agradeceu o apoio do subsecretário do Tesouro americano e afirmou que Trump apoia as conversas com o FMI

Por EFE

access_time 14 maio 2018, 13h54

Buenos Aires – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conversou por telefone nesta segunda-feira com o colega argentino, Mauricio Macri, e “ratificou o apoio” às negociações que o país sul-americano mantém com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para obter um crédito e atenuar a queda do peso.

“Macri agradeceu pelas demonstrações de apoio do subsecretário do Tesouro, David Malpass, e Trump ratificou o apoio às conversas com o Fundo”, afirmou a presidência argentina em comunicado, no qual assinalou que foi Trump quem se “comunicou telefonicamente”.

Na conversa, que durou dez minutos, o chefe de Estado argentino “compartilhou com o colega americano o desafio da Argentina de reduzir o déficit fiscal e o início das conversas com o FMI”, acrescentou o texto.

Ambos os presidentes, que são conhecidos há décadas pela carreira como empresários, também dialogaram sobre outros temas da agenda global como o G20 – que a Argentina preside neste ano -, a Coreia do Norte e a situação da Venezuela.

Na semana passada, o subsecretário do Tesouro dos EUA para Assuntos Internacionais, David Malpass, reiterou o “contundente apoio” à agenda de “reformas orientadas para o mercado” da Argentina, depois de se reunir com o ministro de Fazenda, Nicolás Dujovne, e deu “boas-vindas” às negociações com o FMI.

Desde 25 de abril, o peso argentino se desvalorizou abruptamente pela forte alta de taxas nos Estados Unidos e pela consequente fuga de capital para esse país, o que transtornou fortemente os setores político, econômico e social argentinos e obrigou o governo a começar a negociar créditos com o FMI e outros órgãos multilaterais para atenuar as consequências.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!