Ações de Natura sobem mais de 5% impulsionadas pelo dólar – Valor

SÃO PAULO  –  As ações da Natura fecharam com valorização de 5,21%, cotadas a R$ 37,79. Os papéis lideraram os ganhos do Ibovespa, que fechou em queda de 0,12%, a 85.130 pontos. Na máxima do dia, Natura chegou a subir 8,3%.

O dólar comercial subiu 0,94%, cotado a R$ 3,6617 para venda, mas anteriormente atingiu a máxima de R$ 3,6932.

Segundo especialistas, o movimento visto hoje em Natura é impulsionado pela alta de dólar, entre outros fatores. Após a aquisição da rede britânica The Body Shop, concluída em setembro de 2017, a fabricante de cosméticos tem parte relevante da receita proveniente das operações no exterior.

No primeiro trimestre deste ano, a Natura conseguiu apresentar resultados considerados satisfatórios para a The Body Shop. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da rede passou de negativo em R$ 11,1 milhões para positivo em R$ 57,1 milhões, sendo o melhor resultado desde 2010.

“Os números da rede [britânica] no período foram positivos. É importante observar que o mercado externo está ganhando mais relevância nos resultados da companhia e a valorização do dólar está ajudando. É possível fazer uma correlação entre a receita proveniente do exterior e o câmbio mais alto”, disse Giovana Scottini, analista da Eleven Financial Research.

De acordo com a analista, antes da compra da The Body Shop, o Brasil representava 66% da receita líquida consolidada da Natura, mas após a transação essa fatia caiu para 48%, considerando os números consolidados de 2017. A receita proveniente de outros países, excluindo a América Latina, era apenas 9% do total, mas após a aquisição atingiu 34%.

“Os investidores estão muito atentos ao desempenho da empresa comprada, pois era uma operação que estava machucada nas mãos da L’Oréal. A margem Ebitda de 7,1% da The Body Shop também foi satisfatória”, destacou Scottini.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!