Núcleo da inflação ao consumidor do Japão sobe 0,7% ao ano em abril – Valor

TÓQUIO  –  O ritmo das altas de preços do Japão desacelerou ainda mais em abril devido a aumentos mais baixos nos custos de energia, mostrando que o país ainda tem um longo caminho para atingir uma meta de inflação de 2% ao ano.

O núcleo da inflação ao consumidor (CPI) do Japão subiu 0,7% em abril relação ao mesmo mês do ano anterior, segundo dados do governo divulgados nesta sexta-feira.

Embora esse tenha sido o décimo sexto mês consecutivo de aumento do índice em bases anuais, a alta veio mais fraca do que o aumento de 0,8% previsto pelos economistas consultados pelos “Nikkei”. O núcleo do CPI do Japão exclui os preços voláteis de alimentos frescos.

O resultado desta sexta-feira é outro sinal preocupante para o Banco do Japão (BoJ), que vem tentando estimular um ciclo virtuoso de salários mais altos, gastos mais robustos e inflação mais forte. Dados do governo divulgados no início desta semana mostraram que a economia do Japão se contraiu pela primeira vez em dois anos nos primeiros três meses de 2018 devido ao fraco consumo privado e ao investimento empresarial.

O índice preferido do BoJ para a inflação subjacente, que exclui os preços de alimentos frescos e de energia, subiu 0,4% no ano em abril, em comparação com o aumento de 0,5% em março.

No mês passado, o banco central japonês decidiu abandonar sua tentativa de prever quando a taxa de inflação deverá chegar a 2%. Anteriormente, esperava-se que a inflação atingisse 2% até março de 2020.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!