Anac admite escassez de combustível e orienta passageiros a consultar voos – Exame

Brasília – A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informa em seu site que está acompanhando em tempo real o abastecimento dos aeroportos e os possíveis impactos às operações da greve nacional de caminhoneiros iniciada na segunda-feira, 21, e que já causa “contratempos na malha aérea decorrentes da falta de abastecimento de querosene de aviação”.

A agência recomenda aos passageiros com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize.

De acordo com a Anac, as reservas de combustível dos aeroportos são gerenciadas por cada operador aeroportuário em conjunto com as companhias aéreas e destaca que, “mesmo com a escassez de combustível nos aeroportos”, todos os voos em operação seguem abastecidos conforme os regulamentos exigidos.

“Os regulamentos da Anac estão amparados internacionalmente e regulam o cálculo a ser feito conforme a rota, a reserva mínima a ser observada, além de instruções sobre a operação que podem alterar o cálculo do combustível”, diz a agência.

Infraero – A Infraero também informou que está monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos seus terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e no destino do voo.

Assim como a Anac, a Infraero também orienta os passageiros a consultar nas companhias aéreas a situação de seus voos.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!