Distribuidoras: Oferta de combustível levará dias para se normalizar – Exame

A associação Plural, que representa as empresas do setor, diz que bases de Caxias, Suape, Betim, Canoas e São Caetano estão saindo com carretas escoltadas

Por Roberto Samora, da Reuters

access_time 25 maio 2018, 20h23

São Paulo – As bases e terminais das distribuidoras de combustíveis estão prontas para retomar o abastecimento ao mercado tão logo as vias sejam liberadas e a segurança das operações esteja garantida, afirmou em nota nesta sexta-feira a Plural, associação que representa as distribuidoras.

“O abastecimento pleno do mercado, no entanto, é um processo que ainda levará alguns dias para ser normalizado. Bases de Caxias, Suape, Betim, Canoas e São Caetano estão saindo com as carretas escoltadas”, disse a Plural em nota.

A associação comentou ainda que os protestos iniciados na última segunda-feira comprometeram o abastecimento de combustíveis e lubrificantes a aeroportos, serviços essenciais (transporte público, polícia, bombeiros, ambulâncias), postos de serviços, indústrias e comércio, atingindo toda a economia nacional.

“As associadas vêm adotando medidas judiciais cabíveis e solicitando apoio às autoridades competentes para garantir o livre trânsito dos caminhões.”

No início da noite desta sexta-feira, após o governo anunciar medidas mais fortes para liberar as rodovias, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, afirmou que o governo espera alcançar rapidamente a normalização do abastecimento no país, prejudicado pelos protestos, uma vez que, segundo ele, está caindo a taxa de interdições nas rodovias por caminhoneiros.

Mais cedo, a Advocacia-Geral da União (AGU) ingressou com ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para o desbloqueio imediato de estradas com o uso da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional e das Polícias Militares.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!