Instabilidade faz governo cancelar leilões do Tesouro Direto

A instabilidade no mercado financeiro fez o Tesouro Nacional cancelar os leilões do Tesouro Direto – programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas – na terça (29) e quarta-feira (30). Em troca, o órgão fará leilões para recomprar ou trocar títulos de segunda (28) a quarta.

Em nota, o Tesouro informou que a medida tem por objetivo garantir o bom funcionamento do mercado de títulos públicos e de mercados correlatos, como o secundário, quando os títulos públicos trocam de mãos entre os investidores. Por meio dos leilões de recompra, o governo reduz a volatilidade do mercado ao recomprar papéis de investidores que querem embolsar os rendimentos acumulados antes do vencimento.

Foram cancelados os leilões de NTN-B (papel vinculado à inflação), que ocorre às terças-feiras, e os leilões de NTN-F (título prefixado) e de LTN (título corrigido pela Selic), às quartas. O Tesouro recomprará ou trocará NTN-F que vencerão em 2025, 2027 e 2029. As condições serão divulgadas no dia da realização do leilão na página do Tesouro Nacional na internet.

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!