Crédito está em trajetória gradual de recuperação, diz BC

O crédito está se recuperando de forma gradual, segundo avaliação do chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central (BC), Fernando Rocha. Em abril, o saldo de todas as operações de crédito concedido pelos bancos ficou em R$ 3,090 trilhões, com crescimento de 0,3% no mês. No ano, o saldo do crédito ficou estável e, em 12 meses, houve crescimento de 0,6%.

“O saldo total de crédito vinha em queda desde agosto de 2016 e teve a primeira variação positiva em março [expansão de 0,1%, em 12 meses]. Agora, o crescimento pelo segundo mês consecutivo parece ratificar essa trajetória [de recuperação]”, disse Rocha, hoje (28), em Brasília.

Crédito livre chega a R$ 1,6 trilhão

Afirmou que o “desempenho positivo” está disseminado entre as modalidades de crédito para famílias e empresas, com exceção do crédito direcionado (empréstimos com regras definidas pelo governo, destinados, basicamente, aos setores habitacional, rural e de infraestrutura) para pessoas jurídicas.

Em 12 meses, o crédito livre chegou a R$ 1,6 trilhão, com crescimento de 4,9% em 12 meses. Já o crédito direcionado apresentou recuo de 3,6% nesse período, chegando a R$ 1,489 trilhão. A queda veio das empresas (12,1%), enquanto para as famílias houve crescimento (4,9%).

Sobre o efeito da greve dos caminhoneiros, Rocha disse que é um “ponto de incerteza” para o desempenho do mercado de crédito. “Ontem à noite, foi apresentada uma proposta do governo. Pelo que ouvi na imprensa, a reação foi favorável. Temos que ver o que acontece”, finalizou.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!